Memórias e Tributos

Carta para Marielle Franco

1024 683 Rede Feminista de Juristas

Hoje, temos mágoas e saudades injustas – porque você deveria estar conosco hoje… E só nos resta lembrar. Sua vida foi interrompida; naquela noite, todas nós perdemos um pouco da alegria.

É um dia difícil. Um dia em que lembramos tudo que as balas tiraram de nós. Você está conosco. A sua dor está conosco. A revolta pelos 3 anos sem nenhuma resposta nos consome, e a indignação de ver uma de suas algozes inocentada na suposta ausência de intenções de um racismo que teima em demonizar e apagar vidas negras, porque para a branquitude, elas nunca importam, transforma tudo em sal. Remoemos as cinzas das dores e vemos que o feminícidio, mais uma vez, interrompeu nosso futuro; quantas coisas você poderia ter feito! E pensar que poderia ter sido a prefeita do Rio de Janeiro – e se fosse, hoje a calamidade da pandemia talvez não nos fosse tão dolorosa.

A sua liderança faz falta para um país dilacerado pelos equívocos das masculinidades. É um dia difícil sem o seu sorriso, iluminando caminhos nos espaços políticos, onde somos sempre barradas. Um dia em que nos lembramos do quão próximas muitas de nós estivemos – e estamos – de ter o sangue derramado por quem crê que nossos corpos estão à disposição. É um dia em que precisamos de cuidado; um dia em que o amor precisa se sentar à mesa, para que o peso desta dor da sua ausência não nos esmague.

É um dia de reflexões. Quantas coisas não teríamos conquistado juntes. Você era todas nós. Você era cada um de nós. E você está conosco. Você nos dá força para seguir essa longa caminhada. Queriam que a saudade fizesse silêncio; sua ausência virou um chamado ruidoso e constante por Justiça. E este é o nosso foco.

É um dia de insistir, persistir, e resistir. É um dia para honrar o seu legado. É dia de acolhida. Dia de açúcar e afeto para celebrar a sua memória. É dia de agradecer a sua existência, a sua grandeza. Hoje, precisamos honrar a gigante que caminhou entre nós. É dia de brandir as armas da Justiça das deusas e usar nossas vozes, para que a Justiça dos homens não siga protegendo seus algozes.

Vereadora Marielle Franco | Foto: PSOL

É dia de saudar e valorizar a Marielle que vive, e de não permitir, nunca, que ela seja interrompida em sua obra. É dia de arregaçar as mangas e colocar as mãos nesse árduo trabalho de Sísifo, que você tirava de letra. Hoje é dia, mais um dia, para mudar o mundo, e fazer Justiça. Você está conosco a cada segundo de cada dia. Sua força nos move, sua coragem nos inspira. Seguimos seus passos atentamente; eles vem de longe, e trilharam o caminho para um mundo possível, um mundo onde nossa cidadania é reconhecida e respeitada. E seguimos lutando. Seguimos deFEMdendo.

Seguimos com saudade; nosso amor, reverência e admiração perseveram. Você vive em nós, Marielle. Conosco, você está sempre presente. Seguimos firmes no cumprimento da responsabilidade de honrar o legado de toda uma vida; a sua vida.Nenhum passo atrás.Nenhum direito a menos.